Pular para o conteúdo principal

A cor do preconceito no Brasil.

Durante a minha época de estudante sempre ouvia as professoras falando sobre preconceito e discriminação. Comentavam o assunto com um tom grave na voz, tom de discordância, de revolta. Atribuam aquelas atitudes sempre a todas as nações, obviamente nunca se referiam ao Brasil. "Ainda bem que não somos uma Nação preconceituosa, discriminatória", diziam. Eu, logicamente como todo aluno, cegava na opinião das professoras, ainda não possuía a minha própria e se alguém que eu admirava me oferecia uma, eu aceitava como certa. Os tempos passaram, muitas professoras se foram, outras perderam a linha de julgamento e perderam o senso de opinião, a idade lhes chegou. Aprendi a remoer coisas, observá-las, tirar minhas próprias conclusões. Me arrependi profundamente! Antes continuasse como cego, iludido pelas opiniões alheias, antes bebesse do otimismo e das tentativas de ocultar o mundo real, oferecido pelas professoras. Percebi que eu não sou uma pessoa, eu sou uma cor. Nem chego a ser uma Raça, mas uma cor é o que me distingue. Descobri que os seres humanos não são iguais, eles são multi coloridos, são diferentes. Descobri que os tons pastéis estão na moda e são mais valiosos, são chiques e fashion, por isso os humanos com pele mais clarinha são melhores remunerados que aqueles de pele mais escura. Descobri que escuro e procurado só petróleo e ainda assim é para ser explorado, igual fazer com aqueles humanos não fashion de cor mais escurinha. Fiquei pensando em como o mundo tornou-se tão fashion e tão chique, tão chio de modismos, onde encontramos gente que tratam humanos por "Negrinhos". Não se distingue pessoas pelo caráter, pela benevolência, pela espécie em si, mas pela cor. A aceitação da Raça estaria em desuso? Mas meu choque maior foi me dar conta da sutileza com que se preconceitua e discrimina no Brasil. Uma sutileza poética até e olha que de poesia entendo eu. Já ouvi muita, digo muita gente mesmo dizendo: "Eu, preconceituoso, jamais, eu até já tive namorados(as) negras". Meu Deus! Como se fosse um ato de bravura, de heroísmo já ter namorado um Negro ou uma Negra. Eu próprio, ao chegar na residência de um dos familiares da minha ex-mulher, ouvi a seguinte frase do tio dela: "Gostei muito de voce viu, avisto ser pretinho, mas demonstra ter muito caráter". Engoli aquilo. Engoli porque não adianta discutir com a raça Ariana gente, eles são a maioria e nosso País é "Democrático" esqueceram? Acho que este "Demo" ai deve ser do coisa ruim mesmo, porque do povo é que não é. Tenho visto algumas imagens circulando no Facebook com pessoas Negras, na sua maioria mulheres, pobres, algumas bêbadas, outras drogadas, algumas fazendo caretas, outras em estado lastimável de miséria humana, mas as pessoas postam aquilo, compartilham e se divertem com a miséria alheia porque são "Negrinhas" pobres que ali estão expostas. Ninguém ri do magnata no Jet Sky, na lancha, no carrão. Ninguém do loirão, olhos azuis, cabelos lisos e aparentando ser riquíssimo! Todos querem rir da "Negrinha" de cabelo ruim, crespo, mulher pobre, aparentando miséria. A raça Ariana não perdoa gente, passa por cima. Quis entender porque Negros são expostos sempre como ladrões, viciados, traficantes, assaltantes, estupradores. Queria entender porque ninguém fala ou expõe o magnata que investe dinheiro lavado para alimentar o consumo de drogas. Descobri a pele é uma moeda mais forte que o Dóllar ou o Euro. Quando voce tem dinheiro torna-se poderoso, deixa de ser "Negrinho" e passa a ser Dr. Amigos não lhe faltam, há até os de raça Ariana que estendem tapetes para os Doutores passarem. Outro dia vi um cartaz que dizia: O presidente da maior potência mundial é negro. O rei do futebol é negro. O maior cantor de jazz era negro.... ai segui aquele mórbido e Ariano raciocínio. Gente que loucura é essa!!! Ninguém chega a presidência de um País só por ser negro, Pelé não foi considerado rei do futebol só porque é negro. Eles tem e tiveram capacidade, competência no desempenho das suas funções. Que asneira preconceituosa é essa? Hitller pensava igualzinho. Achava que a cor e a raça distinguiam pessoas nos resultados das coisas. E Deus, fica onde nisso tudo? Quanta sutileza numa mensagem escancaradamente preconceituosa e discriminatória. Vergonhoso. Nós somos iguais enquanto indivíduos, podemos vencer ou não, podemos ou não conquistar posições, mas nenhum negro é melhor, mais inteligente ou especial que qualquer outro indivíduo de qualquer raça. Nem branco é melhor, nem amarelo, nem índio...mas que diacho é isso? Mania de criar rótulos, de querer criar padrões, mexer no que está correto. Para que criar uma Lei para proteger este ou aquele se a própria Lei diz que todos são iguais perante ela? Não precisamos de cotas, mas de respeito! Não precisamos de mais Leis, mas de cumprir as que já temos! Precisamos é aprender a respeitar o outro, a ver o outro com igualdade e não ficarmos criando aphartheids, grupinhos que formam panelinhas para se tornar independentes. Somos humanos e basta! Abração e até a próxima. Por Tony Casanova - Direitos Autorais e de Copyright reservados ao autor.

As Mais Lidas do Mês

Relacionamento a dois, porque é tão difícil?

Tente juntar dois mundos diferentes, cada um com seus princípios, seus valores já construídos durante anos, seus modos e maneiras de ver a vida completamente opostos. Então, acha fácil conciliar isso? As relações atuais são frutos de sonhos empurrados nas mentes, buscando o idealismo de perfeições que não existem. Vive-se a sonhar com a pessoa perfeita, encantada, a pessoa mágica. Engano que custa caro nos envolvimentos. Primeiro é preciso saber que as pessoas mudaram, não veem mais a relação conjugal como antes viam. Criou-se uma facilidade para sair do casamento que é imensamente superior a existente para se entrar nele. Hoje é mais fácil separar-se que casar. Frutos de mágoas vividas, assuntos mal resolvidos e traumas, as pessoas querem cada vez encontrar no outro, mais do podem dar a ele. Outro engano que também custará caro num envolvimento futuro. Não há erro único, falha única numa relação a dois. Um erro conduzirá sempre a outro e ambos começam a errar, fatalmente a falta de c…

Homofobia, a regressão humana.

Direitos humanos. Palavra linda de se pronunciar, mas finda ficando só na teoria, porque na prática funciona bem diferente. Segundo a Constituição todos, friso, todos nós temos direito a liberdade de expressão, direito de ir e vir, direitos á escolha de credo. Ufa, hajam direitos! Sim, hajam dirito, todos aqueles que desrespeitam os direitos humanos, porque estes não são verdadeiramente humanos direitos. São a espúria, a corja social. Um câncer que evolui dentro da sociedade e que nos arremete ao idealismo da raça Ariana! Ora, se nós podemos escolher o que vamos comer, o que vamos vestir, o que vamos dizer e até pensar, porque os outros não? Não é só um ou dois casos de homossexuais agredidos pelo mundo afora, mas são vários. A situação chega a fugir do controle das autoridades que assistem seres humanos serem vítimas das mais covardes agressões físicas e morais. Já não bastasse o bullying nas escolas, na internet e nas ruas, agora são palavrões, chutes, pontapés, facadas, pauladas...…