Breaking

Facebook perdeu o controle?

A Rede Social Facebook iniciou os meados de 2011 comemorando a vitória sobre o Orkut, a Rede Social da Google, mas ao que parece a corrida para ganhar usuários não tem feito muito bem a imagem do Face. Repleto de aplicativos terceirizados muitos destes aplicativos surgem com temáticas étnicas, outros tem a faceta do humor, mas divulgam imagens inconvenientes e indesejáveis nos perfís compartilhados. Com a chegada do "avanço" da chamada "Linha do tempo", não faltou reclamações dos usuários, que procuram o que antes estava facilitado e não encontram. Os conteúdos eróticos são a máxima, vem com lindas poesias e poemas e imagens de casais semi-nus, em posições sugestivas. E os menores que recebem estas atualizações? E aqueles que não desejam receber tais conteúdos? Bem, após várias reclamações, não só sobre erotismos, mas muitas outras, o Facebook resolveu adotar algumas medidas como filtro de spam (propaganda indesejada), opções de cancelamento total ou parcial de usuários, ou seja, voce pode cancelar só as imagens, as atualizações por inteiro ou só as importantes. Mas de que adianta, voce só cancela depois que rcebe, aí já foi. Sem fala que o filtro de spam voce envia, mas as atualizações continuam a chegar. Porque não punir bloqueando temporariamente aquele usuário? Ora, se aquele usuário recebe várias denuncias de spam, então que se puna com bloqueio de conta. Advirta-se desta forma e cancele-se a conta se for preciso. O que não pode é o Facebook com tantos usuários sérios, idôneos, artistas, empresas, usuários comuns interessados em algo e receber conteúdos indesejados em seus perfis. Imagine uma fundação infantil, o instrutor mostrando as fotos da festinha pra meninada e aí entra uma atualização de um ou uma, sabe-se lá como classificar, com conteúdo erotizado? E as famílias? Grupos com caráter "privado" estão enviando conteúdo pornográfico ao Facebook, mas porque isso? Meio de conquistar usuário? Perdem a reputação, mas não os usuários? Cada usuário que está bem intencionado no Face, optou, eu disse optou por estar ali por conta das facilidades encontradas, o que não deixa de ser um fato, mas com a linha do tempo, a invasão de aplicativos que não tem finalidade alguma a não ser transmitir coisa nenhuma, o Face perdeu um terreno incrível. Infelizmente este é o editorial de hoje e espero honestamente noticiar que o Face finalmente mudou e cortou as asas daqueles que estão fazendo a festa privada naquela Rede Social. Aplicativos sim, utilitários, agradáveis, que não tragam mensagens com conteúdo apológico ou discriminatório, que não incitem estes ou aqueles numa guerra virtual ou provoquem dúvidas sobre a fá, o credo ou religião de quem quer que seja. Por um Facebook mais prático, mais limpo e menos "privado" nos seus grupos.
Authentic Blog, featured by BlogUpp

Seguidores do Google