Pular para o conteúdo principal

A falsa dimensão dos problemas.

Quem já usou um óculos 3D sabe como é estranho, ilusório e até assustador deparar-se consigo dentro da cena. Viver a ação como se estivesse lá, vendo objetos voando em sua direção, carros caindo do céu e coisas do tipo. Esta proeza deve-se não só aos óculos, mas a tecnologia usada na produção do filme, que exige óculos especiais para "sentir", visualizar de perto a "realidade virtual" de cada tomada. Mas em contrapartida, algumas pessoas parecem viver com estes óculos permanentemente. Vivem a partir de ilusões, de uma realidade criada e fictícia, algo que está ali, parece real, mas não existe de fato. Nestas horas é preciso cuidado. A mente humana é demais frágil para suportar estas "realidades" criadas na cabeça destas pessoas. É o que ocorre com pessoas pessimistas. A elas tudo parece não dar certo, não vêem nada mais além de misérias e entregam-se a pensamentos tortos e sem futuro. Existem os desiludidos, estes que praguejam a quem se aproxima porque não acreditam em mais ninguém, nada mais lhe parece confiável e a até a vida é insegura. Há os incrédulos que para eles nem Deus resolve seus problemas e não vêem solução em mais nada, apenas a ilusão de que tudo está caindo sobre sua cabeça. Meu amigo leitor, enquanto isto é uma fase, está tudo sob controle. Todos nós temos nossos dias em que parece que estamos usando óculos 3D. Dias em que curtimos períodos de ilusão, de descrença e medo. Dias em que vemos tudo desabando sob nossas cabeças. Mas tudo isso passa. Nos chega o momento em que dizemos chega! Tiramos aqueles benditos óculos e vemos a realidade com nova visão. A visão das chances que temos de lutar e vencer. A visão de encaramos nossos problemas de frente e vencermos a todos. Mas se esta situação persiste, aí torna-se um distúrbio sério e precisa tratamento. Quem entra num túnel escuro e não encontra sozinho a saída, precisa de ajuda para sair dali e rápido. O pior medo que podemos sentir é daquilo que não vemos e se não vemos a saída, entramos em pânico e isto nos leva a fazer bobagens. Bobagens que podem custar caro, por isso te digo amigo, se voce está utilizando óculos 3D, retire-os da sua visão e olhe para o mundo, veja a realidade, absorva suas chances reais e lute, voce vencerá. Voce pode vencer sim porque tudo que voce viu até agora foi ilusão de ótica, tua vida não acabou e não há nada desabando sobre tua cabeça, acredite. Tire estes óculos e lute! Lute e acredite, voce é vencedor! Grande abraço e até a próxima.

As Mais Lidas do Mês

Relacionamento a dois, porque é tão difícil?

Tente juntar dois mundos diferentes, cada um com seus princípios, seus valores já construídos durante anos, seus modos e maneiras de ver a vida completamente opostos. Então, acha fácil conciliar isso? As relações atuais são frutos de sonhos empurrados nas mentes, buscando o idealismo de perfeições que não existem. Vive-se a sonhar com a pessoa perfeita, encantada, a pessoa mágica. Engano que custa caro nos envolvimentos. Primeiro é preciso saber que as pessoas mudaram, não veem mais a relação conjugal como antes viam. Criou-se uma facilidade para sair do casamento que é imensamente superior a existente para se entrar nele. Hoje é mais fácil separar-se que casar. Frutos de mágoas vividas, assuntos mal resolvidos e traumas, as pessoas querem cada vez encontrar no outro, mais do podem dar a ele. Outro engano que também custará caro num envolvimento futuro. Não há erro único, falha única numa relação a dois. Um erro conduzirá sempre a outro e ambos começam a errar, fatalmente a falta de c…

A cor do preconceito no Brasil.

Durante a minha época de estudante sempre ouvia as professoras falando sobre preconceito e discriminação. Comentavam o assunto com um tom grave na voz, tom de discordância, de revolta. Atribuam aquelas atitudes sempre a todas as nações, obviamente nunca se referiam ao Brasil. "Ainda bem que não somos uma Nação preconceituosa, discriminatória", diziam. Eu, logicamente como todo aluno, cegava na opinião das professoras, ainda não possuía a minha própria e se alguém que eu admirava me oferecia uma, eu aceitava como certa. Os tempos passaram, muitas professoras se foram, outras perderam a linha de julgamento e perderam o senso de opinião, a idade lhes chegou. Aprendi a remoer coisas, observá-las, tirar minhas próprias conclusões. Me arrependi profundamente! Antes continuasse como cego, iludido pelas opiniões alheias, antes bebesse do otimismo e das tentativas de ocultar o mundo real, oferecido pelas professoras. Percebi que eu não sou uma pessoa, eu sou uma cor. Nem chego a ser…

Homofobia, a regressão humana.

Direitos humanos. Palavra linda de se pronunciar, mas finda ficando só na teoria, porque na prática funciona bem diferente. Segundo a Constituição todos, friso, todos nós temos direito a liberdade de expressão, direito de ir e vir, direitos á escolha de credo. Ufa, hajam direitos! Sim, hajam dirito, todos aqueles que desrespeitam os direitos humanos, porque estes não são verdadeiramente humanos direitos. São a espúria, a corja social. Um câncer que evolui dentro da sociedade e que nos arremete ao idealismo da raça Ariana! Ora, se nós podemos escolher o que vamos comer, o que vamos vestir, o que vamos dizer e até pensar, porque os outros não? Não é só um ou dois casos de homossexuais agredidos pelo mundo afora, mas são vários. A situação chega a fugir do controle das autoridades que assistem seres humanos serem vítimas das mais covardes agressões físicas e morais. Já não bastasse o bullying nas escolas, na internet e nas ruas, agora são palavrões, chutes, pontapés, facadas, pauladas...…